Inclusão Social

SERVIR-Amazônia propicia oportunidades para comunidades indígenas e mulheres para participarem na elaboração e implementação de serviços geoespaciais de acordo com a procura

SERVIR-Amazônia está comprometida a atingir o potencial máximo dos serviços geoespaciais bem como seus benefícios às pessoas e ao meio-ambiente na Amazônia apoiando as comunidades no monitoramento de seus territórios e endereçar vários desafios encontrados, tais como desmatamento, mineração ilegal, mudanças climáticas, e perda da biodiversidade. Para fazer isso, é importante possuir uma visão inclusive que considera ambas as necessidades locais, geralmente comunidades indígenas e mulheres. Essas ações podem melhorar a capacidade local na utilização e aproveitamento de dados dos satélites e informação geoespacial a fim de facilitar, fortalecer, e promover o gerenciamento de recursos naturais sustentáveis por toda a Amazônia.

SERVIR-Amazônia também está comprometida em atingir maior inclusão, capacidade, recrutamento e promoção de mulheres profissionais no SIG nas nossas organizações parceiras.

OBJETIVOS

O trabalho de inclusão social no SERVIR-Amazônia tem por objetivo:

  1. Contribuir com o empoderamento dos povos indígenas e das mulheres através da inclusão de suas perspectivas na elaboração e desenvolvimento de serviços geoespaciais e fortalecer suas habilidades em utilizar tais serviços.
  2. Entender as dinâmicas de gênero em potencial dos serviços geoespaciais nos nossos 6 países-alvos e 4 áreas temáticas de serviço.
  3. Fortalecer a capacidade de mulheres profissionais no SIG nas nossas organizações parceiras.

Atividades Atuais

Programa de liderança para as Mulheres no SIG

Objetivo: engajar mulheres que se encontram no início da carreira no interesse em carreiras geoespaciais a fim de construir suas habilidades através de treinamento técnico e em habilidades interpessoais.
Status: lançada em junho. Leia mais sobre esta atividade (apenas em inglês)
Parceira: Arizona State University

Comunidade de gênero regional de prática
Objetivo: Endereçar assuntos relacionados aos direitos da mulher usando informações geoespaciais, empoderar comunidades locais a fim de gerar impactos positivos  nas tecnologias SIG.
Status: em andamento
Parceiros: SERVIR-Amazonia Hub partnersAGENT Program/IUCN 

Engajamento com FENAMAD
Objetivo: Fortalecer as capacidades existentes para impulsionar e expandir o monitoramento e a defesa de muitos milhões de hectares de territórios indígenas na Amazônia Peruana, incluindo as de povos indígenas isoladas em suas regiões.
Status: em andamento
Parceiros: FENAMAD, Conservación Amazónica (ACCA)

Estudos de caso na inclusão de gênero nos serviços geoespaciais SERVIR-Amazônia
Objetivo: Construir evidência para a integração de gênero, preencher lacunas de informação, e desenvolver recursos-alvos e ferramentas para a integração de gênero em 3 serviços: Monitoração e Avaliação de mangues na Guiana; Monitoramento de Mineração de Ouro na Amazônia Peruana; Qualificação dos efeitos das mudanças florestais na provisão e regulamentação de serviços do ecossistema.
Status: em andamento
Parceiro: IUCN

Estudo de caso
Objetivo: Entender das dinâmicas de potencial de gênero dos serviços geoespaciais em 6 países-alvos e 4 áreas temáticas de serviço.
Status: completo. Leia a respeito no relatório

SERVIR-Amazônia tem engajado parceiros e partes interessadas em discussões a fim de construir uma comunidade regional de pratica orientada a fim de endereçar assuntos relacionados com os direitos da mulher utilizando ferramentas geoespaciais e informações, bem como melhorar/aumentar os impactos positivos das tecnologias SIG nas populações locais na Amazônia.

Ponto de contato: Marina Irigoyen, Assessor de Gênero marinadelria@gmail.com

SERVIR-Amazônia está discutindo oportunidades com organizações de povos indígenas, especificamente para responder às suas necessidades na construção de capacidade nas tecnologias geoespaciais, o que os permitirá monitorar seus ecossistemas com amis eficiência, prevenir atividades ilegais e reagir às ameaças de desastres naturais.

Ponto de contato: Tomas Moore, Assessor de Povos Indígenas
tm1854@gmail.com

Notícias sobre o nosso trabalho de inclusão social

Potencial de uso do TerraOnTrack por mulheres indígenas da rede Origens Brasil®

Mulheres indígenas e de comunidades rurais isoladas expressam interesse em usar tecnologia geoespacial para proteger florestas comunitárias na Amazônia brasileira.

Servicios geoespaciales y dinámicas de género: Resultados de un estudio

El estudio, ahora disponible en texto completo, examina las dinámicas de género en la Amazonía para asegurar que los proyectos que utilizan servicios geoespaciales sean inclusivos, alcancen y beneficien a mujeres y a hombres de diferentes orígenes.

Not too late for goodbyes

For SERVIR-Amazonia, the support from this group of dedicated and highly skilled professionals led by Anthony Panella has been a game changer. We have been able to apply lessons learnt from past SERVIR experiences since the early stages of our Program, mainly in the area of Monitoring, Evaluation, and Learning, Communications and  Knowledge Management.

Proteger os serviços ecossistêmicos no sudoeste da Amazônia, a motivação que impulsiona a equipe de Ciências Aplicadas de Stephanie Spera

Quando Stephanie Spera fala sobre seu trabalho com a Equipe de Ciências Aplicadas liderada por ela no projeto para “Dimensionar os Efeitos das Mudanças Florestais sobre a Provisão de Serviços e a Regulação dos Serviços Ecossistêmicos” no sudoeste da Amazônia, ela menciona duas motivações.

Safeguard ecosystem services in the Southwestern Amazon, the motivation that drives Stephanie Spera’s Applied Science Team

  When Stephanie Spera talks about her work with the Applied Science Team that she is leading on “Quantifying the Effects of Forest Changes on Provisioning and Regulating Ecosystem Services” in the Southwestern Amazon, she mentions two motivations. The first,...

Tecnología geoespacial y pueblos indígenas: Experiencias compartidas en el Foro de Ciencia Ciudadana y Mapeo Participativo

Tres herramientas fueron presentadas - con sus respectivos procesos participativos - que buscan  aumentar la capacidad de pueblos indígenas para monitorear los cambios de uso de suelos y por ende, permitirles proteger sus territorios. Lo prometido es deuda, en este...

Mulheres agricultoras e extrativistas da Amazônia, o que uma ferramenta de GIS pode trazer para melhorar suas vidas?

As mulheres do Paraíso SDP não sabem o tamanho exato de suas áreas de cultivo, assim como as condições ambientais e de conservação dessas áreas; assim, uma aplicação que utilize informações geoespaciais poderia ajudá-las a estimar o potencial produtivo de diferentes recursos dentro do território.

Assim foi a sessão especial do SERVIR-Amazônia no Fórum Global de Paisagens

Nesta sessão do Fórum Global de Paisagens da Conferência Digital GLF Amazônia: Divisor de Águas – SERVIR-Amazônia e parceiros exploraram como os avanços na tecnologia geoespacial e de Observação da Terra estão melhorando o monitoramento florestal, a previsão de desastres e a tomada de decisões baseadas em evidências no bioma Amazônia.

Não perca a Diálogo sobre as perspectivas das mulheres indígenas da Amazônia

Teremos um diálogo entre cinco mulheres líderes sobre como, a partir de seu papel e identidade como mulheres indígenas, elas conseguiram enfrentar limitações, enfrentar suas tradições e se tornar líderes de organizações indígenas.

Treinamento Técnico e de “Competências” Online e Gratuito para o Aprimoramento do Desenvolvimento das Mulheres no Local de Trabalho Geoespacial e Ambiental

Esse curso online gratuito inclui uma série de seis unidades de aprendizagem elaboradas para desenvolver habilidades em três áreas técnicas (mapeamento aberto, drones, e GeoAI – Inteligência Geoespacial Artificial) e três “competências” (mentoria, networking e liderança).

O que lemos