Equipe

A equipe do SERVIR-Amazônia tem como objetivo prevenir e mitigar o impacto das mudanças climáticas, provenientes de grandes projetos de infraestrutura e atividades de desenvolvimento realizadas na região amazônica.

Carlos Gasco

Diretor de Projetos (CIAT)

Carlos é um Diretor de Projetos da SERVIR-Amazonia. Ele é um profissional experiente no desenvolvimento internacional que trabalhou nos principais programas internacionais, primariamente financiados pela USAID, fornecendo gestão geral de programas, serviços supervisórios financeiros e administrativos, ativamente envolvendo partes interessadas de projetos e assegurando a conformidade geral dos requisitos técnicos, financeiros e administrativos de clientes.

Brian Zutta

Líder de Ciência e Dados (SIG)

Brian Zutta, Ph.D., é um cientista multidisciplinar com experiência em ecologia, ecofisiologia de plantas e sensoriamento remoto. Seu trabalho mais recente concentra-se na modelagem geoespacial preditiva, no desmatamento e no monitoramento da degradação florestal, além de preencher a lacuna entre ciência e política na América Latina. Por vários anos, atuou como coordenador do MRV e do sistema nacional de monitoramento florestal do REDD + do Ministério do Meio Ambiente do Peru.

José Leandro Fernandes

Líder de Envolvimento do Usuário (CIAT)

José Leandro Fernandes é o Líder de Envolvimento do Usuário da SERVIR-Amazonia. Ele é um profissional experiente de desenvolvimento internacional que trabalhou nos principais programas internacionais, financiados pela USAID, IDB/BID e ONU, coordenando projetos e fornecendo serviços nas áreas de desenvolvimento econômico,
sustentabilidade econômica e gestão ambiental.

Simone Staiger-Rivas

Coordenador, Comunicações e MEL (CIAT)

Simone é a coordenadora de comunicações e Monitoramento, Avaliação e Aprendizado (MEL) da Servir-Amazonia. Desde o começo dos anos 2000, ela concentra seu trabalho na gestão de conhecimento na pesquisa agrícola para o desenvolvimento, particularmente comunicação interna e externa, monitoramento-avaliação-aprendizado, gestão de dados informações, e construção de capacidade.

Katia Villanueva

Representante do Escritório de Acordos (USAID)

Katia é o Representante do Escritório de Acordos. Ela trabalha no Escritório do Programa Regional Amazônia da USAID como Especialista em Gerenciamento de Projetos e é responsável por apoiar, coordenar e monitorar os aspectos técnicos, financeiros e administrativos da atividade SERVIR Amazônia da USAID.

Helen Parache

Líder de Coordenação Científica Regional do SERVIR-Amazonia

Helen entrou no Programa de Capacitação da NASA em 2016 como parte do programa DEVELOP. Seus interesses são GIS e sensoriamento remoto, com foco na colaboração internacional. Ela é formada em Estudos Japoneses pela Middlebury College e atualmente estuda Ciências do Sistema Terra na Universidade do Alabama em Huntsville.

Kelsey Herndon

Assessora Científica Regional do SERVIR-Amazonia (NASA)

O trabalho da Kelsey se concentra no aspecto humano do sensoriamento remoto para tomada de decisão. Seu trabalho atual se concentra na dinâmica a longo prazo de corpos d’águas efêmeros no Sahel nigeriano e nas implicações de práticas políticas e culturais na gestão desses recursos. Sua formação acadêmica é em Arqueologia e sua pesquisa se concentrou nas interações humanas-ambientais através de escavações na América Central e no Sudeste dos Estados Unidos. Em suas horas de lazer, Kelsey gosta de fazer trilhas intensas, cerâmica e se aventurar na culinária tradicional do Sudeste americano.

Vanesa Martín

Assessora Científica Regional do SERVIR-Amazonia (NASA)

Os interesses de pesquisa de Vanesa incluem aplicações de dados ópticos e de radar para monitorar o uso da terra, segurança alimentar e biodiversidade na América Latina. Seu trabalho atual avalia de que forma a qualidade da água em Belize pode ser afetada por impactos previstos na cobertura do solo e nas mudanças climáticas. Ela também está envolvida com o projeto SAR-CBC, que visa fortalecer a capacidade de instituições parceiras na América Latina para usar dados SAR e realizar monitoramento de risco.

Douglas Morton

 

Equipe de ciências aplicadas (Goddard Space Flight Center)

Douglas é cientista ambiental e trabalha no Centro de Voos Espaciais Goddard, da NASA, além de ser professor adjunto na Universidade de Maryland, College Park. Douglas estuda a mudança no uso da terra em florestas tropicais. Ele também faz parte da equipe de pesquisa do Global Fire Emissions Database (GFED, globalfiredata.org), uma iniciativa que une várias fontes de dados de satélite para melhor compreensão de eventos de incêndio, emissões de gases de efeito estufa causadas por incêndios e mudanças nos ecossistemas de savanas e florestas tropicais após eventos de incêndio. O Douglas trabalha na Amazônia brasileira desde 2000, em colaboração com cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

.

 

Jim Nelson

Equipe de ciências aplicadas
(BYU’s Hydroinformatics Lab)

O foco da pesquisa de Jim é a análise e modelagem hidrológicas com especialização em processamento e visualização geográficos. Como membro essencial do Environmental Modeling Laboratory (EMRL) da BYU, liderou o desenvolvimento inicial do Watershed Modeling System (WMS), hoje utilizado por agências públicas e privadas em todo o mundo. Em 2007, o EMRL foi migrado com sucesso para a empresa privada Aquaveo (www.aquaveo.com). Jim tem ampla experiência na liderança de atividades de capacitação na América Latina – mais recentemente com a AmeriGEOSS, do Grupo de Observação da Terra (GEO) – e participa ativamente do Consórcio de Universidades para o Avanço da Ciência Hidrológica (CUAHSI), fomentando a disponibilidade de ferramentas gratuitas e de código aberto para o compartilhamento de dados hidrológicos (worldwater.byu.edu). 

 

 

Naiara Pinto

Equipe de ciências aplicadas
(NASA Jet Propulsion Laboratory)

Naiara Pinto é ecóloga da paisagem e membro da Divisão Radar do Jet Propulsion Laboratory (NASA) em Pasadena (CA, EUA). Como coordenadora de ciências do instrumento UAVSAR, a Naiara desenvolve tutoriais para ajudar pesquisadores a incorporar dados de radar nos seus projetos. Ela utiliza observações de campo e sensoriamento remoto para caracterizar padrões de fragmentação florestal em áreas de expansão agrícola.  Nos ultimos 10 anos, a Naiara ajudou a desenvolver metologias para mapear a estrutura vertical da floresta a partir de dados de Lidar e SAR (radar de aperture sintética). A Naiara é brasileira e está contente em poder colaborar com o CIAT e pesquisadores latinos para refinar mapas de cobertura da terra e perturbação florestal. Um dos objetivos do seu projeto é produzir uma ferramenta online para ajudar pequenos produtores a obter a certificação de ‘desmatamento zero’.

 

 

 

Stephanie Spera

Equipe de ciências aplicadas
(University of Richmond)

O foco da pesquisa de Stephanie é o uso de dados de sensoriamento remoto, estatísticas espaciais, modelos climáticos e outras ferramentas para análise de trade-offs em serviços ecossistêmicos. Anteriormente, grande parte de seu trabalho foi sobre o mapeamento e compreensão dos fatores e consequências socioeconômicos do desmatamento para expansão agrícola em larga escala na fronteira leste da Amazônia/Cerrado no Brasil. Ela está ansiosa para trazer sua experiência para esta equipe do SERVIR-Amazônia e focar na Amazônia Ocidental.

Louis Verchot

Cientista Sênior (CIAT)

Louis é um silvicultor com mais de 30 anos de experiência nos trópicos. Ele lidera o programa da CIAT de restauração de terras degradadas com interesses de pesquisa nas questões relacionadas à alteração do uso do solo, desmatamento e contribuições agroflorestais à mudança climática, monitorando emissões de gases de efeito estufa e
restauração de processos do ecossistema.

Sophie Alvarez

Consultor, Monitoramento, Avaliação, Aprendizagem (CIAT)

Sophie é pesquisadora social em monitoramento e avaliação (M&E), gestão do conhecimento e construção de capacidades, trabalhando como consultora especializada com mais de 15 anos de experiência no desenho e facilitação de processos participativos. Ele trabalha desde 2005 liderando e facilitando a implementação e desenho de sistemas de monitoramento, avaliação e aprendizagem (SEA) para vários programas e projetos internacionais; e na produção de publicações, materiais e eventos especializados em M&A, Caminhos de Impacto, Teoria da Mudança (TOC), Gestão do Conhecimento e Análise de Redes Sociais (ARS). Antes de seus estudos em Desenvolvimento Sustentável, Sophie foi intérprete para o Tribunal Federal nos Estados Unidos.

Janeth Bolaños Vargas

Analista Administrativa (CIAT)

Janeth é colombiana, profissional de contabilidade pública, com 10 anos de experiência em apoio administrativo e financeiro à investigação, trabalho que a motivou a aprender sobre a subsistência dos habitantes rurais e as dinâmicas territoriais; o seu interesse por estas questões levou-a a iniciar os seus estudos de mestrado em gestão e desenvolvimento rural, que está actualmente a prosseguir na Universidade Nacional da Colômbia. Através do seu trabalho com a Bioversity Alliance e CIAT, ela apoia a SERVIR-Amazon em operações administrativas, financeiras e logísticas.

Jenny Burbano

Apoio financeiro e administrativo (CIAT)

Jenny Burbano, colombiana oferece apoio financeiro e administrativo ao SERVIR-Amazônia. Jenny é bacharel em administração de empresas e em Sistemas de Informação e Tecnologia. Jenny trabalha no CIAT há 16 anos como assistente administrativa, nas áreas de pesquisa relacionadas à agrobiodiversidade, bem como aos agroecossistemas e paisagens sustentáveis. 

Andrea Carvajal

Consultor, Comunicações (CIAT)

Andrea é comunicadora social e especialista em práticas audiovisuais com mestrado em desenvolvimento rural. Ela está comprometida com a geração de conteúdo de boa qualidade e com a comunicação sobre desenvolvimento e ciência. Ela tem um grande interesse em gestão do conhecimento e design gráfico, e atualmente está apoiando comunicações no SERVIR-Amazônia. Antes de trabalhar como consultora, ela trabalhou no CIAT como parte de sua equipe de comunicação e, em seguida, como representante de comunicação para a Diretoria Geral do CIAT.

Kim Chan

Consultor, (CIAT-Universidade da Guiana)

Kim é guianense e possui estudos em geografia física, geografia humana, estudos ecológicos, geologia, SIG, e sensoriamento remoto. Possui experiência em codificação Python e Javascript e na aplicação e programação do Google Earth Engine (GEE). Kim será integrado ao Instituto Nacional de Pesquisa e Extensão Agrícola da Guiana (NAREI), Guiana, para trabalhar em estreita colaboração com o SERVIR-Amazonia para o desenvolvimento conjunto de uma plataforma de monitoramento de manguezais baseada em GEE.

Silvia-Elena Castaño

Especialista em SIG (CIAT)

Silvia, de nacionalidade colombiana. estudou engenharia de Sistemas. Seu gosto por geografía a motivou a se desenvolver profissionalmente na área de Sistema de Informação Geográfica (SIG) no nível de mestrado e também na área de Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE).
Além disso, como complemento à sua formação e pelo interesse na divulgação de resultados nos projetos locais em que participou local e regionalmente nos trópicos, a levaram a trabalhar com: gerenciamento de dados, cartografia básica, mapa de histórias e Plataformas GIS baseadas em nuvem, como o ArcGIS Online.

Mayesse Da Silva

Cientistas do solo (CIAT)

 Mayesse tem mais de 7 anos de experiência trabalhando em manejo de solo e água na América Latina e Caribe, África (Quênia e Etiopía) e Índia. Possui doutorado em Ciencia do Solo através de um programa conjunto entre a Universidade Federal de Lavras (Brasil) e a Universidade de Purdue (Estados Unidos). Tem experiência em mapeamento e modelação das relações solo, paisagem e hidrología para desenvolver padrões quantitativos predeziveis e que refletem a geomorfología do solo. Também trabalha na aplicação dessas relações para apoiar a tomada de decisiones com respeito ao manejo do solo e água, remediação do solo (metais pesados), planificação do uso do solo e a restauração da paisagem.

Marina Irigoyen

Assessora de Gênero (Consultora) (CIAT)

Marina é uma socióloga peruana que desenvolveu uma longa prática no estabelecimento de relações entre diversas partes e na promoção de diálogos orientados em direção ao desenvolvimento sustentável. Com ênfase nas questões relacionadas à governança e gênero, ela tem uma ampla experiência no reforço das equipes nacionais e internacionais, desenvolvimento de capacidade e monitoramento e avaliação.

Javier Mauricio Martín

especialista em SIG e mapeamento digital de solo (CIAT)

Colômbia com experiência em Mapeamento Digital de Solos e Geoinformática. Atualmente ele trabalha como pesquisador associado da Alliance of Bioversity International e do CIAT. Seu trabalho tem se concentrado na aplicação de Sistemas de Informação Geográfica (SIG), sensoriamento remoto e Mapeamento Digital do Solo para monitoramento e modelagem de carbono orgânico do solo, riscos de erosão, mudanças no uso da terra, metais pesados ​​do solo e variabilidade espacial das propriedades do solo por meio de aprendizado de máquina e conhecimento especializado abordagens.

Thomas Moore

Assessor de Comunidades Indígenas (Consultor) (CIAT)

Thomas é um antropólogo americano com mais de 40 anos de experiência trabalhando com pessoas indígenas e suas organizações nos países da bacia amazônica. Ele também trabalhou nas missões da USAID no Peru e Equador, e em projetos de desenvolvimento internacionais em toda bacia amazônica relacionados a comunidades indígenas, conservação da biodiversidade, gestão de florestas e governança.

Paula A. Paz

Pesquisador
(CIAT)

Paula, engenheira topográfica, trabalha como assistente de investigação na Alianza de Bioversity International e no CIAT. O trabalho se centra no monitoramento do câmbio no uso da terra nos países tropicais usando o uso do SIG e da teledetecção. Participou do projeto e implementação do sistema Terra-i em vários países da América Latina e do Caribe.

 

 

 

Steve Prager

Cientista Sênior (CIAT)

Steve tem experiência na indústria, governo e academia. Ele foi professor de geografia em Ciências da Informação Geográfica por dez anos antes de chegar à CIAT. Seus esforços atuais se concentram na modelagem que se integra entre domínios sociais, econômicos e biofísicos. Steve é um dos líderes de uma equipe de modelagem de mais de 20 estatísticos, cientistas do clima, geógrafos, economistas, cientistas da computação e mais.

Ovidio Rivera

Engenheiro de sistemas (CIAT)

Colombiano, engenheiro de sistemas com experiência em SIG e em tecnologia da informática. Nos últimos anos, participou de vários trabalhos de investigação focados no uso do solo, focando principalmente em análises espaciais, realizou trabalhos de campo com RPAS e GPS, gerenciamento de dados e desenho e cartografia web. Atualmente, cursa mestrado em SIG na UNIGIS América Latina.

Jorge Luis Sanchez Lozano

Investigador (Brigham Young University, Alliance Bioversity-CIAT)

Jorge Luis é um hidrólogo colombiano, doutorando pela Brigham Young University onde pesquisa a avaliação da precisão para a simulação histórica e a previsão do Modelo Hidrológico Global GEOGloWS ECMWF Streamflow Services antes e depois de aplicar uma metodologia de correção de viés aos resultados da modelagem. Além disso, como pesquisador visitante da Alliance Bioversity-CIAT, é responsável por fortalecer as capacidades locais no uso e desenvolvimento de modelos hidrológicos para a gestão de recursos, serviços ecossistêmicos e gestão de desastres.

Jhon Jairo Tello

Engenheiro de sistemas (CIAT)

Jhon Jairo, gerente do site do projeto Terra-i, especialista em soja e engenheiro de software da Pontifícia Universidade Javeriana Cali. Ele trabalha no desenvolvimento da plataforma web e no processo, atualização e visualização de dados do projeto Terra-i, em nível Pantropical. Ele participou da implementação e transferência de armazenamento do sistema Terra-i em vários países da América Latina. Jhon Jairo tem experiência no campo de drones, validação e recuperação de dados. Conhece diferentes tecnologias de programação para visualização de dados geoespaciais e informações gerais como JAVA, APIs do Google, CartoDB, MapBox, entre outros.

Ana Belén Torres Silva

Coordenadora Financeira e Administrativa/Gerente de Contratos e Concessões
(Consultora) (CIAT)

Ana, de nacionalidade colombiana, é uma administradora de empresas especializada em finanças. Ela tem mais de 18 anos de experiência em gestão administrativa e financeira, subsídios e contratos, estruturação e desenvolvimento de projetos e alianças estratégicas em programas de desenvolvimento financiados pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) na Colômbia. Ela tem habilidades para planejar, coordenar e gerenciar ações construindo equipes de trabalho harmoniosas e eficientes. Ela fala espanhol e inglês.

David Saah

Professor (Universidade de São Francisco) e Cientista Sênior (SIG)

David foi treinado como um cientista ambiental com conhecimento em ecologia de paisagens, ecologia do ecossistema, hidrologia, geomorfologia, modelagem de ecossistemas, modelagem de riscos naturais, detecção remota, sistemas de informações geográficas (GIS) e análise geoespacial. Ele tem usado essas habilidades para conduzir pesquisa primariamente no nível da paisagem em uma variedade de sistemas.

Karen Dyson

Analista geoespacial

Karen é doutora em Desenho e Planejamento Urbano pela Universidade de Washington. Ela tem experiência na liderança e colaboração em projetos de pesquisa e na comunicação da ciência para diversos públicos. Suas áreas de especialização incluem metodologias aplicadas tais como projeto de amostragem ecológica, métodos de amostragem, inclusive em ecossistemas urbanos, projeto de estudo de caso, entre outros.

Andrea Puzzi

Analista geoespacial

Andrea tem mestrado em Ciências do Sistema Terra pela Universidade do Alabama em Huntsville. Ela fornece suporte de treinamento focado em análise geoespacial e algoritmos usando conjuntos de dados óticos e SAR, Jupyter Notebooks, e Google Earth Engine. Suas áreas de especialização incluem análise geoespacial, sensoriamento remoto, modelagem, processamento de imagens e aprendizagem de máquinas.

Matt Spencer

Engenheiro de software

Matt é um engenheiro de software focado na criação de aplicações que proporcionam maior velocidade, capacidade e precisão.  Atualmente, um de seus projetos de pesquisa é a Collect Earth Online (CEO), na qual o GIS está colaborando com a NASA, SilvaCarbon, o Serviço Florestal dos Estados Unidos e o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. 

Crystal Wespestad

Gerente de projeto

Crystal é um especialista em tecnologia de Sistemas de Informação Geográfica (SIG), formado pela Universidade do Arizona, com experiência na concepção e gestão de projetos de ciência aplicada. Suas áreas de especialização incluem ferramentas geoespaciais e softwares como ArcMap, ArcPro, QGIS, Github/Git e Python, entre outros.

Karis Tenneson

Cientista Ambiental (SIG)

Karis é uma cientista ambiental com conhecimento em ecologia, estatísticas, detecção remota e GIS, e planejamento urbano. Mais recentemente, seu trabalho se concentrou no monitoramento do uso do solo e mudanças na ocupação do solo usando desenvolvimento colaborativo de ferramentas de suporte a decisões com base na detecção remota, construindo a capacidade para a geração de dados de atividades para REDD+ e inventários de gases com efeito de estufa, avaliando serviços do ecossistema e planejamento de cenários. Ela tem gerenciado o desenvolvimento conjunto do sistema de monitoramento de ocupação do solo regional com a SERVIR Mekong e centro Hindu Kush Himalaya.

Jean-Pierre Wack

Gerente de Projeto (SIG)

A diversificada carreira de Jean-Pierre reflete seu impulso para inovar e enfrentar os desafios ambientais. Atualmente baseado na área da Baía de São Francisco, ele se concentra na saúde da floresta, no manejo de ecossistemas e em incêndios florestais. Ele se baseia na profunda experiência da SIG em detecção remota, pesquisa aplicada e capacidades analíticas para implementar serviços geoespaciais.

Katia Fernandes

Cientista climática (UARK)

Kátia é uma cientista climática com conhecimento em climas tropicais, incluindo os impactos da variabilidade climática em grande escala e mudanças em secas e incêndios na Amazônia e florestas tropicais da Indonésia. Trabalhando na relação do
clima e sociedade, ela conduziu pesquisa com o objetivo de informar a tomada de decisões de gestão de riscos ao clima.

Jason Tullis

Líder de capacitação (UARK)

Jason é um cientista da informação geográfica com experiência em sensoriamento remoto, serviços ecossistemicos, sistemas de aeronaves não tripuladas geoespaciais e o uso de informações de proveniência no GIScience. Desde 2005, ele contribui para as regiões SERVIR da Mesoamérica, África Oriental e do Sul e Himalaia, e agora é o líder de capacitação da SERVIR Amazônia.

Michael Bell

Cientista climático (IRI)

Michael Bell é estudante de doutorado no Departamento de Geociências da Universidade de Arkansas, EUA.  Ele recebeu os diplomas de Bacharel e Mestre em meteorologia da Universidade de Oklahoma, onde estudou a variação das características das linhas de perturbação pluviométrica da África Ocidental em relação ao declínio pluviométrico multi-decadal e às condições extremas de seca no final do século 20. De 2001 a 2020, Michael foi funcionário do Instituto Internacional de Pesquisa do Clima e Sociedade (IRI) no Instituto da Terra da Universidade de Columbia. Ele foi membro da equipe de apoio da Biblioteca de Dados do IRI, um arquivo on-line de uma grande coleção de conjuntos de dados relacionados ao clima e plataforma de análise de dados, e forneceu suporte de análise de dados para uma ampla gama de projetos do IRI.

Sidney Novoa

Gerente de projetos (ACCA)

Sidney é diretor da Amazon Conservation (ACCA) para GIS e Tecnologia Aplicada para a Conservação com mais de 10 anos de experiência como pesquisador e gerente de gestão de recursos, monitoramento biológico e monitoramento de ameaças das florestas da Amazônia. Ele publicou 80 artigos relacionados aos condutores de desmatamento, incêndios de florestas, cheias e perdas de florestas naturais.
Atualmente, ele se concentra no uso e aplicação de soluções tecnológicas para o monitoramento do status de conservação de ecossistemas naturais.

Milagros Becerra

Assistente de Pesquisa, especialista em SIG (ACCA)

Milagros Becerra é Geógrafa com especialização em Meio Ambiente; trabalha como Assistente de Investigação na Conservação Amazônica – ACCA e como Assistente de Projetos no SERVIR Amazônia. É especialista em SIG e Teledetecção aplicada a monitoramentos florestais, mudança no uso do solo, conservação das florestas e desmatamento na região amazônica. Participou do projeto e implementação do Zoneamento Forestal na região amazônica do Peru. Publicou a tese denominada “Agrofloresta como uma proposta de agricultura sustentável nos ecossistemas amazônicos” na PUCP.

Zannia Romero

Coordenadora de Comunicação (ACCA)

Zannia Romero é formada em Comunicação Audiovisual pela Pontificia Universidad Católica del Perú. Tem experiência em instituições e organizações de desenvolvimento relacionadas à agricultura sustentável e ao meio ambiente. Seu perfil profissional está centrado na proposição de estratégias de posicionamento institucional (em comunicação interna e externa), e na geração de      material escrito, visual e audiovisual na divulgação do impacto das ações institucionais aos principais parceiros, doadores e clientes potenciais. É interessada em escrever histórias de vida e roteiros audiovisuais, fotografia e edição de vídeo. Atualmente, desempenha como Coordenadora de Comunicação da Conservación Amazónica – ACCA.

Lucio Villa

Experto técnico RS & SIG (ACCA)

Lucio é um especialista em SIG e teledetecção aplicada às ciências do planeta e do ambiente, com mais de 8 anos de experiência no monitoramento da cobertura e da análise da mudança de uso da terra. Com expertise no campo da engenharia ambiental e de riscos geológicos, ele desenvolveu estudos focalizados no monitoramento dos impactos antrópicos e provenientes de fenômenos naturais na região costeira e amazônica do Peru. Atualmente, Lucio se desempenha como especialista em SIG e Teledetecção para a Iniciativa MAAP (ACCA) e como professor de Teledetecção no Departamento de Engenharia Ambiental (UNALM).

Isabel Garcia-Drigo

Gerente de projetos (IMAFLORA)

Isabel é coordenadora do projeto da Iniciativa de Cadeia de Abastecimento Climática e Agrícola do IMAFLORA. Ela trabalha no IMAFLORA desde 2017. Isabel trabalha com o desenvolvimento de sistemas de verificação e certificação para os setores florestal e agrícola (soja e carne bovina). Ela também está envolvida em estudos sobre capital natural e condições para possibilitar paisagens sustentáveis nas regiões da Amazônia e do Cerrado. Como auditor social e membro do FSC, ela trabalha com questões de gênero e povos indígenas.

Heidi Buzato

Coordenadora Social (IMAFLORA)

Heidi é a coordenadora social do IMAFLORA. Ela possui BA em Ciências Sociais, Mestrado em Ciências Florestais e Doutorado em Planejamento e Gestão Territorial. Desde 2008 desenvolve atividades de certificação socioambiental; estudos de gênero na cadeia produtiva do cacau; treinamento de auditores sociais internos e externos; participa da capacitação de empresas florestais para La Alternativa Amazónica (TAA); além de participar da revisão dos padrões de certificação do Forest Stewardship Council (FSC) e Rainforest Alliance (RA).

Felipe Cerignoni

Líder Técnico (IMAFLORA)

Felipe é um analista de geoprocessamento no IMAFLORA. Seu trabalho é sobre desenvolvimento e manutenção de bancos de dados espaciais que auxiliam nas análises e modelagens realizadas na instituição que visam identificar possíveis sinergias entre a produção agrícola e a conservação da natureza no Brasil. Também trabalha com desenvolvimento web full-stack para comunicar os resultados das análises espaciais nas plataformas do IMAFLORA.

Aline Fransozi

Analista de Geotecnologia  (IMAFLORA)

Aline é Engenheira Florestal e Doutora em Conservação de Recursos Florestais pela Universidade de São Paulo, onde estudou hidrologia aplicada ao manejo florestal e à restauração de florestas tropicais. Atualmente, ela é analista de geotecnologias no IMAFLORA, onde atua em projetos e estudos para encontrar relações entre cadeias agropecuárias brasileiras e a sustentabilidade no uso dos recursos naturais.

Jessica Gaise

Assistente de Comunicação (IMAFLORA)

Jéssica é assistente de comunicação no Imaflora e é graduada em fotografia e publicidade e propaganda. Seu trabalho envolve produções audiovisuais: transmissão de lives e webinares, captação de imagens, escrita de roteiro e contato com produtores de animações e editores de vídeo. Além disso, está envolvida em ações, campanhas, divulgações e outros produtos de comunicação institucional.

Vinicius Guidotti

Especialista em pesquisa e geoprocessamento (IMAFLORA)

Vinicius é pesquisador e especialista em geoprocessamento do IMAFLORA. Seu trabalho é sobre o desenvolvimento de modelos de análise espacial e modelagem para entender melhor os trade-offs e identificar possíveis sinergias entre a produção agrícola e a conservação da natureza no Brasil. Ele também é Ph.D. estudante de Ecologia Aplicada da Universidade de São Paulo, onde contribui para o desenvolvimento de um modelo para fazer previsões de safras agrícolas brasileiras.

Roberto Hoffmann Palmieri

Gerente dos programas de Georreferenciamento, TI e gestão do conhecimento
(IMAFLORA)

Roberto Hoffmann Palmieri é gerente dos programas de Georreferenciamento, TI e gestão do conhecimento no IMAFLORA. Doutorando na UNICAMP no programa Ambiente e Sociedade. Mestre em Ecologia Aplicada e Engenheiro Agrônomo pela Universidade de São Paulo – USP. Certificado pelo PMI (Project Management Institute) como PMP (Project Management Professional). Presidente do comitê de padrões da Union Ethical Biotrade. Tem 20 anos de experiência na concepção e gestão de projetos socioambientais principalmente na Amazônia. Sua experiência profissional inclui também o cargo de Gerente do Programa das NAÇÕES UNIDAS para o Desenvolvimento e Diretor do Departamento de Meio Ambiente na prefeitura de Governador Valadares. Atuou profissionalmente em todas as regiões do Brasil e em diversos países da Europa, da África e Américas. Autor de 4 livros, além de vários artigos. Professor premiada no prêmio excelência acadêmica do IBE-FGV nos anos de 2013, 2014, 2015 e 2017. Projetos sob sua gestão receberam o prêmio Von Martius de Sustentabilidade da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha em 2017 e prêmio Mário Covas de Governo Aberto em 2014.

Marina Jordão

Analista de Comunicação (IMAFLORA)

Formada em Publicidade e Propaganda, com especialização em marketing estratégico, Marina Jordão é analista de comunicação do Imaflora, atuando há 8 anos no terceiro setor. Atualmente contribui com o desenvolvimento de estratégias e análises de comunicação, ações promocionais, campanhas, divulgações, posicionamento e resguardo da marca, produção de conteúdo e peças visuais de comunicação, gestão das redes sociais e do site, além de relacionamento com diversos stakeholders. 

Priscila Mantelatto

Coordenadora de Comunicação (IMAFLORA)

Formada em Comunicação social, com especialização em marketing estratégico e gestão empresarial, Priscila Mantelatto tem vasta experiência em gestão de comunicação, são 24 anos, sendo 18 no terceiro setor. Atualmente coordena a área de comunicação do Imaflora, desenvolvendo estratégias de comunicação, ações promocionais, campanhas, divulgações, gestão e posicionamento da marca do Instituto (branding), organização de eventos, produção de conteúdo, supervisiona o relacionamento com a imprensa, além da gestão das redes sociais, do site e coordenação de toda a produção audiovisual do instituto. 

Carmen Jesse

Diretora  Executiva  (EcoCiencia)

Carmen possui um PhD em Ciências Biológicas com especialização em vegetação e biogeografia. Sua experiência reside em produzir e gerenciar informações sobre biodiversidade e apoiar seu processo de planejamento, gerenciamento e políticas de conservação. Carmen gerencia métodos e produtos para classificação, mapeamento e avaliação de ecossistemas a nível nacional bem como para a toda América Latina. Ela tem experiência com ferramentas georreferenciadas para avaliação da adaptação dos ecossistemas a mudanças climáticas, análise quantitativa de ameaças e monitoramento dos objetivos de conservação.

Ana María Acosta

Coordenadora de Comunicação (EcoCiencia)

Ana María é coordenadora de comunicação da Fundación EcoCiencia, tem formação em comunicação e jornalismo e possui mestrado em comunicação estratégica. Possui mais de 15 anos de experiência em gestão de ONGs e organizações internacionais na Colômbia e Equador. Desenvolveu iniciativas em marketing social, gestão do conhecimento e jornalismo institucional. Como parte da equipe EcoCiencia, ela concebe e implementa estratégias de comunicação e insumos de comunicação para projetos e programas, nacionais e internacionais, bem como planos e estratégias de comunicação institucional.

Sandra Terán

Analista de Geoprocessamento (EcoCiencia)

Sandra é Engenheira Geográfica, com concentração na área de Desenvolvimento Sustentável e Gestão Territorial, pela Pontifícia Universidade Católica do Equador; Mestre em “Ciência e Política Energética” na Ajou University – Coreia do Sul; e Mestre em GIS e Sistemas pela Universidade de Salzburg. Durante sua trajetória profissional, adquiriu ampla experiência na gestão de GIS (open source e ARCGIS), gestão de infraestrutura de dados espaciais, processamento digital de imagens de satélite (sensores remotos), projetos relacionados à conservação de florestas sob o enfoque de REDD +, monitoramento e avaliação de áreas de conservação em nível nacional, planejamento do uso da terra, gestão de recursos naturais e silvicultura sustentável (produtos madeireiros e não madeireiros), bioeconomia e energias renováveis.

Rodrigo Torres

Coordenador da Unidade de Geografia (EcoCiencia)

Rodrigo é um geógrafo e engenheiro ambiental pela Escola Politécnica Militar do Equador, e possui mestrado em Sistemas de Informações Geográficas pela Universidade de Salisburgo, Áustria. Ele tem experiência como especialista em SIG na produção de mapas para o uso do solo e desmatamento para a Amazônia Equatoriana. É responsável pelo gerenciamento do componente espacial dos projetos EcoCiência, com ênfase na Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada (RAISG), incluindo projetos que incluem coleta e processamento de dados georreferenciados, análises de pressão, e também a produção de mapas temáticos. Além disso, Rodrigo apoia o projeto MapBiomas Amazônia.